quarta-feira, dezembro 01, 2010

MOTIVO DE OTIMISMO EM DEZEMBRO DE DOIS MIL E DEZ

Diante das catástrofes e guerras
Que nunca param de recomeçar,
Da sujeirada em cidades e em serras,
Vulcões lavando a terra, o céu e o mar,
Existe ao menos uma razão quântica
(Que talvez não convença na semântica)
Pra sermos pessimistas ao revés:
À parte os traumas deste mundo em crise
Que não tem analista que analise,
A década de zero acaba em dez.
*

2 comentários:

Gianna disse...

Poema muito bonito e inspirador, dedicado às pessoas que gostam da vida!
Amei.

FMAN disse...

Olá, Aivan!

Gostei muito da tradução do Bob (minha música preferida dele).
Parabéns pelo doutorado, vc é uma das pessoas que mais merecem e mais competentes para criar algo relevante neste mundo insosso acadêmico, ainda mais contribuindo para nossa cultura com o Emiliano.
Abração
Filippo