terça-feira, fevereiro 23, 2010

INSPIRANDO-ME... (O TÍTULO NÃO COUBE AQUI, ENTÃO ESTE É O PRÉ-TÍTULO) ...

INSPIRANDO-ME NUM HIPOTÉTICO FUTURO TURISMO LÍTERO-POÉTICO, QUANDO PEREGRINOS DE TODAS AS PLAGAS DA GALÁXIA VIRIAM (VIRÃO?) A CURITIBA PARA CONHECER A TERRA EM QUE PONTIFICARAM MARCOS PRADO, DALTON TREVISAN, PAULO LEMINSKI, DARIO VELLOZO, EMILIANO PERNETA ET CATERVA (SEM ESQUECER AS DAMAS, HELENA KOLODY À FRENTE DAS MOCINHAS DA CIDADE...), E TAMBÉM DIANTE DAS ABSOLUTAS REVELAÇÕES EPIFÂNICAS QUE TIVE EM NOSSO CARNAVALZINHO MULTITUDINÁRIO DOS GARIBALDIS & SACIS (AOS DOMINGOS DE JANEIRO E FEVEREIRO NO LARGO DA ORDEM) E NA GALANTÍSSIMA FESTA POPULAR (A QUADRA CULTURAL) NA RUA PAULA GOMES, NO DIA 20/02/2010, QUANDO, PARA CELEBRAR A MEMÓRIA DE PENA BRANCA, O MUI BATUTA "MAGRÃO" ARLINDO VENTURA ORQUESTROU INSOFISMÁVEIS E ESMERADOS ARTISTAS – ESPINHO DA ROSEIRA, FABIO ELIAS, GENTE BOA DA MELHOR QUALIDADE, LAMARÃO & A BANDA DE UM DIA, ÍRIA BRAGA & MULUNGU, PAULINHO CATARINENSE & VIOLEIROS DA CANJA DE VIOLA, O POETA PAULO BEARZOTI FILHO, O ATOR E CINEASTA JOTA ÊME (OU MELHOR, ROBERTO CARLOS), OS VIOLONISTAS ARNALDO FREITAS & RAFAEL SCHIMIDT, VIOLA QUEBRADA, IRMÃS GALVÃO – AOS QUAIS HOMENAGEIO TODOS NA PESSOA DE MEU XARÁ IVAN GRACIANO, PROGÊNIE DE BELARMINO & GABRIELA –, ENFIM, INSPIRANDO-ME EM TODOS ESSES E TUDO ISSO, EU, IVAN JUSTEN SANTANA, CURITIBANO, ESCREVO OS SEGUINTES VERSOS DE CONVITE UNIVERSAL A ESTA CIDADE DE CURITIBA (versos mimicrizados em estilo e modos do poeta SÉRGIO VIRALOBOS)

Vocês querem Prado?
Velho Dalton? Lema? Dario não?
De artistas que tais assim há necessidade?

Não dou nem um dado:
Passo logo uma procuração:
Distribuo o molho de chaves da cidade:

Usem com cuidado,
Apreciem com moderação,
E saboreiem com responsabilidade...

6 comentários:

Giuliano Quase disse...

Querido lobinho (assim na foto como nos carnavais eu te vi. aproveitando esse epíteto, fique sabendo o senhorito que dia desses, bem de tardezinha, no torto, vi uma chapeuzinho vermelho pedindo uma cerveja), mas como eu ia pensando curitiba ganhou, neste últimos meses de 2010, um colorido estampado nos sorrisos das mui mocinhas da nossa cidade (e eram tantas - como não ter espinha na cara), cidade está que recebeu o erudito e o popular na soma dos valores urbanos.
E viva!

Ivan disse...

Giuliano fofoquinha (permita-me então assim também epitetá-lo) - a dita "chapeuzinho" me falou da referida tardezinha em que também te viu no torto, se é que você achava que eu era o lobo mau e não sabia...
Outrossim, nestes primeiros meses de 2010, Curitiba realmente surpreende, inimaginável a um viajor temporal que viesse dos anos 70 e 80, o qual certamente indagaria: "Que porra de cidade mais animada é essa? Será que vim parar no Nordeste de Pasárgada?"
E viva, sem sombra de dúvida!

polacodabarreirinha disse...

Ahahahah! Sensacional, Ivan. Nossa capital europeia salta aos olhos do mundo, só não vê quem olha com o olho peidorento.

Gianna disse...

Maravilha, beibe.
A cidade respira e suspira...

G.

FMAN disse...

Não sei por que, mas quando li imaginei você vestindo uma cartola e umas roupas a la chapeleiro maluco, abrindo alas e recitando o poema. Lógico, com um sorriso meio insano no rosto.
Rs.
Abraço

Anônimo disse...

Dom Ivan,

muito bom tanto o título quanto o próprio poema! mas gostei do museu do mausoléu também!

assim, enquanto decido qual postar, e tendo, em tempo, a internet mais presente, quem sabe não surja outro poema para me deixar mais em dúvida!

RP