sexta-feira, outubro 14, 2011

O TEMPLO TODO

Impronunciavelmente,
numa pequena barreira
polaca e bem brasileira,
muito igual e diferente,

existe um templo da gente
do Oriente e até mineira.
Mais que só gente festeira,
gente muito inteligente.

Neste templo, o tempo todo
tem batuque e tem fanfarra,
tem godo, ostro e visigodo,

tem poesia que te agarra
numa algazarra tão zen
que o quintal tem Tao também.


(esta foi, obviamente, uma homenagem gratuita e merecida
ao Polaco da Barreirinha, sua casa, sua poesia e sua vida)

Ivan Justen Santana

3 comentários:

Alfeo Viero Filho disse...

a lua vem da asia:.

Alfeo Viero Filho disse...

스 there is no place like home to return to 스

Curitiba é um copo vazio cheio de frio disse...

Genial, Ivan!