sexta-feira, abril 23, 2010

Aproveitando o ensejo da data, um soneto-atletiba...

Hoje é aniversário de William Shakespeare. Como deixei passarem batidos o Tiradentes e o Achamento do Brasil, postarei um soneto dialogado em homenagem indireta ao bardo inglês (pois versa-se aqui sobre o "rude esporte bretão", o velho futeba, para os íntimos, que não chamam a bola de senhora...).

Este soneto tem a seguinte breve história: meu grande amigo Thadeu, em toda a sua grande perfeição poética, possui o grave defeito de ser um coxa-branca (torcedor do Coritiba F.C.).
Eu, Atleticano (do Clube Atlético Paranaense), constatei o seguinte soneto no blog do Thadeu, e resolvi replicar, tanto mais que, quando ameacei, ele riu: "Quanto à resposta ao soneto, acho que não deixei brecha. Hehehehe…."

Portanto, aqui vai a resposta, Thadeu: aproveitando cada brecha, de cada verso...

______Atletiba

Não sei quase nada sobre isso tudo:
___Sem essa! Sei que você sabe tudo:
carrões, grana, poder. Sei da amizade,
___manja carrões, poder, grana e amizade.
essa alma gêmea do amor, da verdade.
___Divagando mais sobre amor, verdade
Com o resto, cansei e não me iludo.
___e o resto, você ilude como iludo.

Sou coxa-branca todo mundo sabe.
___O atleticano aqui realmente sabe.
Se sou louco de pedra e nunca mudo
___Louco de pedra? Quase fiquei mudo...
é porque com um pouco mais de estudo
___Agora melhorou: fala de estudo –
não tinha tanto porco na cidade.
___mas traz mais porcaria pra cidade.

A porcarada torce o nosso rabo
___Os próprios porcos torcem vosso rabo:
e na mesma medida nós, o dela.
___vossa torcida paga a boca dela,
Uma sem a outra e as duas vão a cabo.
___vossa pocilga é que foi quase ao cabo.

Torço e distorço, mas de sentinela,
___Da distorção, não senti nada nela,
pois um pouco de sarro, de bom grado,
___mas realmente o sarro, de bom grado,
cabe aos dois times de meia-tigela!
___cabe aos dois times de meia-tigela!


Antonio Thadeu Wojciechowski
___Ivan Justen Santana

3 comentários:

Panda disse...

Nossa, Ivan... ando tão por fora dos assuntos futebolísticos que não entendi necas do diálogo. O coxa não acabou de ganhar o estadual? Que que o Thadeu tá reclamando?

Será que não ganhou? Não sei. Esses dias tava conversando no Skype com alguém da terrinha - era um domingo - e os fogos de artifícios mais pareciam uma artilharia e mal me deixavam ouvir a ligação.

Quando perguntei que barulhao todo era aquele, alguém (acho que minha sogra!) disse que o coxa tinha levado o campeonato.

Mas como não sou coxa, não quis confirmar a veracidade do fato e aproveitei minha alienação para fazer vista grossa à possível ocorrência.

mas enfim, Ivan!!! só vc mesmo pra juntar Atletiba com Shakespeare, Tiradentes, achamento, Ivan e Thadeu... viu só no que deu? Um nó na minha cabeça. Espero que vc esclareça as minhas ignobias indagações!

Ivan disse...

Xanda:

o Coritiba sagrou-se, sim, campeão paranaense de 2010, no domingo passado, vencendo o Atlético por 2 x 0 (e tendo inclusive assinalado um belo gol, o qual o próprio Thadeu genialmente batizou de "Angolaço", pois foi marcado por um jogador angolano, jovem estreante que não tremeu e pintou e bordou na partida).

O Thadeu deve ter certamente as razões particulares dele pra reclamar dos nossos "times de meia-tigela", mas suspeito que contribuam para isso os seguintes fatores:

1 - o coritiba não ganhou nada que disputou no ano passado, ano de seu centenário, e ainda caiu (de novo) pra 2a. divisão no brasileiro; no jogo da queda, ainda aconteceu invasão de campo por parte da torcida organizada, que por pouco não matou um policial (já caído) a pauladas -estes incidentes correram mundo e mancharam nossa reputação de capital "de primeiro mundo" - você deve ter ficado sabendo;

2 - recentemente, o coritiba foi eliminado da copa do Brasil, jogando em casa, empatando com o avaí de SC (time de pouca tradição em nível nacional); o Atlético, na última quarta, foi eliminado pelo Palmeiras, que por sua vez não apresentou futebol digno deste nome - enfim: fizemos vergonha também, além de perder o campeonato paranaense para um time de segunda divisão (hehehe... é engraçado, mas não consola muito...);

3 - o futebol apresentado pelos clubes paranaenses neste nosso campeonato estadual não empolgou ninguém - principalmente se formos comparar com o que o Santos F.C. tem apresentado no paulista e na copa do Brasil: aquela piazada (junto com jogadores experientes, ressalte-se) está mostrando como é que se deve tratar a pelota, e até os torcedores dos times adversários estão tendo que bater palmas.

Assim sendo, Xanda, talvez eu tenha dado mais nós em sua cabeça, mas o fato é que torcedores-poetas, como eu e o Thadeu, gostamos de testemunhar e reconhecer a arte do futeba, e gostaremos ainda mais quando nossos times demonstrarem tais artes em campo - assim, posso dizer que ambos esperamos que o "meia-tigela" funcione como provocação e crítica construtiva, para que nossos atletas tomem tento e vergonha e façam jus aos rios de dinheiro que ganham praticando a arte que faz a alegria do povo brasileiro e mundial. A copa vem aí, para o gáudio de bilhões de pessoas!

Esclarecida?

Panda disse...

Obrigada Ivan! Seus esclarecimentos realmente ajudaram a dar mais sentido ao pertinente diálogo poético-futebolístico!

Fiquei sabendo sim da triste e vergonhosa demonstração de violência em nosso futebol paranaense. Mas havia me esquecido completamente da ocorrência.

(Tendo a esquecer as coisas ruins com facilidade - um modo de sublimar e continuar acreditando na paz e na bondade do ser humano)

Bjos