quarta-feira, fevereiro 08, 2012

A ARTE DA RECUSA

[em parceria com
Fernando de Oliveira Sikorski
Mario Henrique Domingues
Octavio Camargo

numa mesa do Café Parangolé]


a poesia é a arte da recusa

não ser descarte de quem o acusa

não virar pedra em frente à medusa

ser estandarte pra plebe obtusa

paredro que medra na fusa confusa

parte pelo todo

troiano negro

grego ostrogodo

lua em marte sua em vênus

nua ao menos

língua lusa seios plenos

braços pernas descruza

usa abusa hipotenusa

lambe alisa chupa alaga aleita e goza a

musa


_____________________________________________

3 comentários:

Kaley Michelle disse...

me identifiquei!

Antonio Thadeu Wojciechowski disse...

òtimo!

SLCT disse...

¡muy bueno!!bons versos de guardanapo